Entrevista com Patrícia de Luna



Oiii Pessoal!!!!
Como vocês estão?
Hoje eu trago para vocês uma entrevista com a nova autora parceira daqui do blog, A Patrícia de Luna! Vamos dar uma olhadada?!
1-Você sempre quis ser escritora?O que seria se não fosse?
Sempre escrevi desde a infância, livros e mais livros ,mas demorei muito a decidir me dedicar a escrita. Eu seria feliz cozinhando, amo cozinhar.Talvez fizesse algo só para ganhar dinheiro,mas não seria um sonho ,nem um dom.Porque também escrevo TV então nem sei o que seria fazer algo que não escrever. Sempre que alguém me ofereceu um emprego foi para trabalhar com escrita e literatura: roteiro, teatro social, bibliotecária... Acho que não sei realmente fazer outra coisa além de cozinhar.
2-O que te deu inspiração para escrever Saga de Bravos?
Muita pesquisa,comecei pesquisando os celtas quando estive em Glastonbury, descobri que essas lendas se ligavam a lendas Bíblicas, que se ligavam à França, que se ligavam à Israel e que ligavam diversas épocas históricas.Então escolhi um amor imortal que ligasse todas estas histórias marcantes e personagens históricos. Escrevi 5 livros para escrever 1. 
3-Você tem um autor ou autora que você admira?Quem?
Paulo Coelho. 
4-Qual o melhor livro que você leu?
Muitos, recentemente adorei Waltz into Darkness de  Cornell Woolrich que inspirou o filme Pecado Original da Angelina Jolie e Banderas.
5-O que "Saga de Bravos" conta?
Conta a história de um homem que vira imortal no século I e perde sua esposa, que é a mulher de sua vida, um amor que o leitor acompanha desde a infância. Ele decide reencontrá-la a cada vez que ela reencarna, dedica sua vida a esperar por ela. Outro homem se torna imortal no mesmo dia e eles atravessam o tempo com objetivos distintos para a humanidade. Ha duas narradoras , uma é Ariadne que é cantora de Opera Trance e é membro de uma sociedade secreta; a outra é Damme Perenelle, que escreve a história dos três ao longo dos séculos , deixando o livro Saga de Bravos. Os capítulos são curtos e intercalam a voz das diferentes narradoras e costura presente ao passado  sem capítulos, o leitor é levado a cruzar 32 caminhos e 50 portas pelo mundo.
Como Simão diz, Há uma teia " a natureza dos fenômenos e como se relacionam. Se uma borboleta  cair morta aqui,agora, ela está relacionada  com as pirâmides do Egito, comigo e com você. Então, jamais nós poderíamos nos encontrar por acaso. O universo é matemático e mágico. Assim sendo toda experiência do passado acontece relacionada à uma outra presente, ou futura. "
6-O que você tem para dizer para aquelas pessoas que querem escrever um livro,tem toda ideia na cabeça mas não sabe como começar?
Estudar um pouco de estrutura literária. Sugiro a Jornada do Herói. Pode te ajudar a  colocar a ideia no papel e depois sonhar dentro da estrutura do prédio. Também curto o livro The Seven Basic Plots Christopher Booker 
7-Quais palavras você usaria para te descrever?
Audaciosa,curiosa, cheia de fé.

Espero que tenham gostado!
Beijos,
Carol ! :) 

Comentários

  1. Adorei a entrevista e conhecer um pouco mais sobre a escritora. Não conheço ainda esse livro dela.
    Parabéns pela parceria :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente o que achou deste post!
Assim podemos melhorar cada vez mais! :)
Fico feliz pela sua presença <3

Postagens mais visitadas deste blog

Tag Pai e Filha.

O Natal.